domingo, 23 de outubro de 2011

O MEU RENASCIMENTO

HÁ SEIS ANOS...

Faz hoje seis anos que, literalmente, renasci…
Depois de ter passado uns dias no meu concelho de origem, na Feira dos Gorazes, na viagem de regresso tive que parar umas quatro ou cinco vezes, contrariamente ao que era normal, pois sentia-me enfartado e cansado. Atribuía tal facto, talvez, ao excesso de consumo da posta mirandesa… Santa ignorância…
No fim dessa semana resolvi ir a Tomar para mostrar à minha mulher as festas de Santa Iria que ela não conhecia.
Saí com o nosso carro da garagem. Enquanto o portão abria, comecei a suar abundantemente, ao que parecia, sem razão aparente, e, de repente, uma dor intensíssima no peito. Desliguei o motor, saí do carro e a dor passou.
Fomos para Tomar… Andei todo o dia cansado…
Deitei-me, como o fazia normalmente… Durante a noite, cerca das três ou quatro da madrugada, a tal dor voltou. Eu teimava em ficar, pois a dor  iria passar. A minha mulher não esteve com meias medidas e ligou para o 112. Passado pouco tempo apareceram os Bombeiros de Miranda do Corvo que, de imediato, me levaram para o Centro de Saúde, local, que então funcionava durante a noite.
A médica de serviço aguentou-me até à chegada da equipa do INEM, já que tinha sofrido enfarte do miocárdio. Entretanto fui dar uma volta ao lado de lá…
Chegado aos HUC fui de imediato submetido a um cataterismo e desobstruída a coronária que estava entupida em dois sítios.
Há certos pormenores de que não me lembro. Fui ao lado de lá e voltei... Fiquei cerca de uma semana nos cuidados intensivos, com prognóstico reservado. Parecia um boneco da michelin, caía para todo o lado, com as máquinas a apitar, constantemente… Por isso considero que renasci nesse dia, 23/10/2005.
Em Julho do ano seguinte, com tempo para ir desta para melhor e poupar um dinheirão aos cofres, foi-me implantado um CDI (cardio desfibrilhador implantável), já que o meu médico-salvador entendeu que ainda era muito novo para ir…
Sem isso, com os acontecimentos posteriores, não tinha aguentado…Por isso, ficar-lhe-ei eternamente grato, pois me deu a possibilidade de acompanhar a minha filha nos seus momentos mais dificeis...

Tinha, pouco tempo antes, feito os exames competentes e tudo estava bem. Não fumo, não bebo, fazemos dieta há mais de vinte anos e não ando nas tainadas (esta a resposta a um outro médico).
Até hoje ninguém me explicou por que tal aconteceu.
Quanto a sintomas… nunca estamos efectivamente atentos para os entender…

Por isto tudo, considero que voltei a nascer no dia 23 de Outubro de 2005.

Ao publicar este episódio não o faço para que tenham pena, mas apenas para que todos estejam atentos aos sintomas. Se tivesse ido logo para o Hospital não estava, de certeza, na contingência de ter que ser submetido a um transplante…

FAÇAM FAVOR DE SEREM FELIZES

2 comentários:

sideny disse...

Olá Sr.Bártolo

Ainda bem que esta tudo bem consigo agora.

Realmente as pessoas nâo ligam muito aos sinais que o nosso corpo dá,e ele dá sinais que alguma coisa esta mal, e depois quando vamos as vezes já é tarde , ou as coisas nâo ficam a 100 por cento.

é sempre bom alertarmos as pessoas.
beijinhos para si e tudo de bom para vós, e que continue sempre no se melhor:))

JBártolo disse...

Olá Sideny
Pois é bem verdade... Estas coisas acontecem sempre aos outros...
Beijinhos