terça-feira, 10 de março de 2015



10 de Março de 2010


Depois de  quatro anos de grande sofrimento e luta inglória, faz  hoje cinco anos que a Susana nos deixou.
Muito haveria a dizer acerca da falta de tratamento para a estirpe de cancro que vitimou a nossa filha, mas só direi que tem uma incidência, a nível mundial, de menos de cerca de 2%. O que pensar disso fica ao vosso critério. Só interessa lucro...
Desculpem isto, mas não dá para esquecer.

DESCANSA EM PAZ, MINHA FILHA

Sem comentários: