quarta-feira, 25 de maio de 2011

EXIGÊNCIAS...

MÃE EU QUERO…

Há alguns dias ia a passar por uma senhora e um miúdo que deveria ter uns oito ou nove anos, quando ouvi: “mãe quero um telemóvel”. Isto, aliás, ouve-se, no dia-a-dia, com muita frequência. Crianças de pouca idade a exigirem dos pais tudo e mais alguma coisa…
Pois este facto trouxe-me à memória um episódio ocorrido na minha infância, já lá vão talvez uns sessenta anos… (já sou muito velho!!!...)
Pois bem: no concelho de Miranda do Douro, numa aldeia de nome Póvoa, realiza-se anualmente, a 08 de Setembro, uma Romaria a Nossa Senhora do Nazo. A minha mãe era devota fervorosa da Senhora do Nazo e era muito raro faltar.
Numa das vezes cá o puto resolveu pedir-lhe: “ó mãe traz-me uma corneta, faz favor.”
“Está bem”.
A deslocação era feita numa camioneta de carga, com uns bancos, de madeira nos taipais que um dos habitantes da aldeia tinha e fazia o favor de transportar as pessoas que quisessem.
Já tarde, no dia da Romaria, meio a dormir, pois eu adormecia muito cedo e muitas vezes nem sequer jantava…, perguntei à senhora minha mãe pela corneta. “Ah, deve ter caído na camioneta”. E ficamos por ali. No dia seguinte, bem cedo, aí vou eu, à Praça da aldeia, onde aquela estava estacionada, à procura da corneta... Claro que não havia corneta alguma. Naquele ano as coisas ficaram por ali, pois não havia exigências nem birras…
No ano seguinte, algum tempo antes da romaria, cá o rapazinho, diz à mãe: “mãe, este ano queria ir à Senhora do Nazo, porque tenho uma promessa para cumprir.” “Está bem. Então vamos…”
E assim foi. Chegados ao recinto: “então não vais cumprir a promessa?” “Já está cumprida”. “Então qual era a promessa?” “era vir cá; já cá estou; já está cumprida”.
Claro que a minha mãe tinha percebido tudo, mas… fez de conta.
Não foi precisa nenhuma corneta…

Façam favor de ser felizes

4 comentários:

Anónimo disse...

Olá Sr,bártolo

Nâo consigo comentar com o meu nome de Sidney

O que se passará?

beijinhos

JBártolo disse...

Olá Sideny
Como sabe eu não peercebo nada de informática, mas blogue está aberto a comentários de todos os que quiserem fazê-los. Só que serão poderados, mas isso já acontecia antes. O que eu verifiquei é que não consta dos seguidores. Mesmo asim deveria poder postar os seus comentários. Talvez, abaixo do quadro onde secreve, selecionar a conta google. É capaz de funionar. Beijinhos

sideny disse...

Olá

Já descobri o que se passou:)

JBártolo disse...

0lá
Ainda bem, pois já estava a pensar que tinha também "estragado" este.
Beijinhos